TOUR EM ALJEZUR

 Descubra Aljezur no nosso Tour no Algarve

Este é o nosso Tour em Aljezur. Estamos agora no 20º dia do nosso Tour no Algarve e hoje seguimos para norte ao longo da costa oeste. Aljezur é um canto tranquilo do Algarve, onde os rios encontram o mar, criando uma maravilhosa extensão de praias e lagoas ao longo da costa.

Deixei Vila do Bispo para trás e continuei a minha viagem pelo Parque Natural da Costa Vicentina em direção a Aljezur. A primeira paragem foi na Carrapateira. A aldeia em si era muito pequena, ao contrário da sua praia, que era bastante extensa. Chegar à praia foi fácil, tudo o que tive de fazer foi seguir os surfistas e de repente lá estava eu, no caminho de madeira através das dunas da Praia da Bordeira. Um por um, os surfistas entraram na água e eu fiquei, de longe, a observá-los a surfar as ondas.

Passada meia hora, segui para a próxima paragem - Fortaleza da Arrifana. Não há muitos restos da fortaleza, era apenas mais um miradouro, onde poderia contemplar o oceano e os penhascos escarpados na fronteira com o litoral.

Daqui, segui para o centro de Aljezur, seguindo a estreita estrada que leva ao Castelo de Aljezur. A entrada para o castelo é gratuita. Depois de passar pelas muralhas, pude ver toda a cidade de Aljezur, o rio e a ponte que separava a cidade velha da cidade nova.

Depois de visitar o castelo, atravessei o rio para a cidade nova e fui para a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Alva, que também é conhecida como a Nova Igreja devido à sua localização. Eram 13h00 quando saí da igreja, e fui almoçar. Recomendaram-me um restaurante no centro da cidade velha chamado Pont'a Pé, e foi aí que acabei por almoçar.

O restaurante ficava num edifício típico Algarvio, pintado de branco, com um acabamento azul em torno das portas e das janelas. No menu, havia uma variedade de peixes e frutos do mar, incluindo mexilhões, robalo, arroz de polvo e a lista continuava ... Pedi um prato de cavala com batata doce como prato principal e, quando chegou a sobremesa, fiquei surpreendido ao ver que a maioria delas também eram confecionadas com batata-doce! Havia pudim de batata-doce, bolo de batata-doce e até torta de batata-doce com coco. Fiquei a saber que Aljezur é o maior produtor de batata-doce em Portugal, daí este ingrediente estar em todo o menu.

À tarde, visitei Odeceixe, uma pacata vila à beira do Algarve e do Alentejo.

Conduzi pelo vale até chegar à baía da Praia de Odeceixe. A praia quase parecia uma ilha, com o rio a fluir do lado direito e o mar do lado esquerdo. Havia apenas meia dúzia de pessoas à vista e também avistei alguns surfistas na água.

Sentei-me no Café Dorita, um pequeno bar com vista para a praia e fiquei por lá um tempo, a observar as ondas, enquanto tomava o meu café.

Mais tarde, andei pelo centro de Odeceixe e passei por algumas lojas de artesanato e por um antigo moinho de vento, que oferecia fantásticas vistas panorâmicas sobre a cidade.

Para jantar, fui até à Taberna do Gabão. Uma vez que estava perto do Alentejo, decidi experimentar um dos seus pratos locais para variar, e pedi a Carne de Porco à Alentejana, um saboroso prato de carne de porco servido com batatas fritas aos cubos e ameijoas.

Passei a noite no Alentejo, no Cerro da Fontinha, uma propriedade rural no meio da Costa Vicentina. Havia seis casas no total e, embora todas parecessem iguais do lado de fora, a diferença estava na decoração com temas coloridos no interior. A Algarve Lifestyle reservou-me a Casa Vermelha, por isso tudo na casa, desde as cortinas até ao edredão, estava decorado com tecido vermelho e branco.

Só vou passar uma noite no Cerro da Fontinha, amanhã voltarei para o Algarve e irei visitar a região montanhosa de Monchique.

Mapa do percurso do tour em Aljezur





Início do Tour no Algarve | Dia Anterior do Tour no Algarve | Tour no Algarve - 21º Dia