LAGOS TOUR - PRAIAS, GRUTAS E FALÉSIAS

 Descubra Lagos no nosso Tour no Algarve

Este é o nosso Tour em Lagos. Estamos agora no 17º dia do nosso Tour no Algarve e continuo a aproximar-me da costa oeste. Num mar de praias, grutas e falésias de arenito, situa-se Lagos, uma das cidades mais bonitas da costa Algarvia.

Peço para me servirem o pequeno almoço no quarto, para poder aproveitar as minhas últimas horas no Hotel Bela Vista em Portimão, com vista para o mar. Comi devagar, para saborear cada iguaria e ficar por lá o maior tempo possível.

Saí do hotel por volta das 9 da manhã e dirigi-me para Lagos. Cerca de 40 minutos depois, estava na Marina de Lagos, observando os barcos a navegar dentro e fora do porto. A partir daqui, atravessei a ponte para o outro lado e segui o passeio de palmeiras até ao Mercado Municipal de Lagos.

Entrei no edifício e mais uma vez vi-me cercado por bancas de comida, que vendiam produtos frescos da região. O cheiro de peixe permanecia no ar quando cheguei mais perto da seção de peixaria, e da exibição colorida de peixe cru e frutos do mar. Subi até ao segundo andar e admirei a vista da cidade e da baía à minha frente, antes de sair.

Depois, visitei o Museu de Mercado de Escravos, que foi o primeiro mercado de escravos na Europa. O museu conta a história do período de escravidão em Lagos em meados do século XV, explicando como Lagos cresceu como porto e centro comercial durante a Era Portuguesa dos Descobrimentos.

Ao virar a esquina do museu, encontrei a Igreja de Santo António. O que parecia ser uma igreja modesta do lado de fora, tornou-se extravagante, quando entrei pelas portas, e me deparei com as espantosas camadas de ouro que cobriam as paredes da igreja e o seu magnífico teto pintado à mão.

Depois disso, visitei o principal Museu de Lagos, anexo à igreja, o Museu Municipal Dr. José Formosinho. Aqui, descobri mais sobre a história de Lagos e vi uma série de itens arqueológicos que vão desde o Neolítico aos períodos Romano e Árabe, bem como pinturas do século XVIII e moedas antigas portuguesas.

Em seguida, caminhei em direção à orla marítima, passando pelas muralhas medievais do Castelo de Lagos, até chegar ao Forte da Ponta da Bandeira. De pé, à beira do forte, finalmente vi a famosa trilha de praias de areia branca e penhascos de arenito pelos quais Lagos é conhecida, e não podia esperar mais para vê-los de perto.

Para almoçar, fui até ao restaurante Real Cozinha Portuguesa. O próprio nome diz tudo, é onde a verdadeira cozinha portuguesa é servida! O menu tinha tudo, desde costeletas de cordeiro a bacalhau grelhado e camarão com alho, que foi o que acabei por pedir.

De tarde fui à Praia Dona Ana, uma das praias mais famosas de Lagos. O caminho até à praia, faz-se através de uma escada de madeira e fiquei por lá um tempo, a ler um livro enquanto escutava o som das ondas.

Mas o ponto alto do meu dia ainda estava por chegar - os maravilhosos penhascos da Ponta da Piedade. Escondido entre as falésias, vi um labirinto de cavernas, grutas e arcos, e pequenos barcos de pesca que navegavam através deles.

Deixei este cenário idílico, quando o sol estava prestes a pôr-se, e voltei para o centro de Lagos para jantar no restaurante A Forja. O restaurante estava cheio de gente, o que geralmente é sinónimo de boa comida. Sentei-me numa mesa no canto e pedi um prato de marisco como entrada e uma costeleta de carneiro como prato principal, tudo incrivelmente delicioso.

A Algarve Lifestyle reservou-me um quarto no Cascade Wellness & Lifestyle Resort para a noite, um hotel à beira da falésia com vistas emocionantes do Oceano Atlântico. Após o check-in, fui até ao bar tomar um cocktail e cerca das 23h00 fui para o quarto.

Amanhã vou de carro até Vila do Bispo, a zona mais ocidental do Algarve e depois volto para a zona Este!

Mapa do percurso da manhã do tour em Lagos









Início do Tour do Algarve | Dia Anterior do Tour no Algarve | Algarve Tour no Algarve - 18º Dia