Tour de 2 dias em Portimão - a maior cidade portuária do Algarve ocidental

1º Dia

Seguimos para o 15º dia do nosso Tour no Algarve. Estamos no início do nosso Tour de 2 dias em Portimão. Portimão é a maior cidade portuária do oeste Algarvio. Situada entre o Rio Arade e o Oceano Atlântico, a cidade possui uma paisagem incrível, repleta de praias de areia macia, locais históricos e muitas opções de entretenimento.

Depois de passar dois dias a explorar Lagoa, atravessei o Rio Arade e continuei a minha viagem até Portimão. Pouco passava das 8 da manhã quando cheguei ao Mercado Municipal de Portimão. Entrei e encontrei uma variedade de bancas, cheias de ingredientes coloridos. Uma secção tem todas as frutas e legumes, enquanto a segunda estava cheia de peixes e frutos do mar. Ao passar por cada banca, ouvi os vendedores a conversar com os seus clientes, enquanto estes faziam as suas compras.

De seguida passei pela Igreja do Colégio, antigo Colégio Jesuíta de Portimão. Fiquei do lado de fora a admirar a imponente fachada, emoldurada com um lindo acabamento amarelo.

Depois, fui até à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, a Igreja Matriz de Portimão. A igreja foi construída no século XV, mas foi restaurada várias vezes depois disso, como tal não resta muito da estrutura original, para além de um corredor gótico e uma gárgula.

Continuei em direção ao rio, e parei para visitar a Casa Manuel Teixeira Gomes. Este museu local é dedicado a Manuel Teixeira Gomes, escritor e político local, que também foi um dos Presidentes da República de Portugal. Do outro lado do museu, vi um pequeno jardim alinhado com uma série de bancos de azulejos, cada um deles representava um momento importante da História Portuguesa.

Depois de passear um pouco pelo jardim, fui almoçar no Restaurante Bacalhoada. Aqui, o bacalhau é o rei e existe em todo o menu! Existem mais de 15 variedades de pratos de bacalhau, dificultando a escolha de apenas um. No final, decidi pelo Bacalhau à Brás, que combina bacalhau com ovos mexidos, salsa, batatas fritas e azeitonas pretas.

Daqui desci até à zona ribeirinha, que já tinha visto de longe quando passei por Ferragudo.

Segui o rastro de palmeiras até ao Museu de Portimão. O museu encontra-se numa antiga fábrica de conservas e além de apresentar os habituais achados arqueológicos, como os outros museus do Algarve, também possui uma área interativa que recria as linhas de produção da antiga fábrica, desde a captura do peixe até à preparação de conservas, e, finalmente, promovê-lo para o resto do mundo.

Após visita ao museu, fui até Alvor, uma vila de pescadores na fronteira ocidental de Portimão.

Primeiro, parei na Praia de Alvor e percorri a calçada de madeira do outro lado da Reserva Natural da Ria de Alvor, passando por uma série de salinas e lodaçais, onde tive a sorte de avistar um pequeno grupo de flamingos brancos.

De volta à costa, fui até às ruínas do Castelo de Alvor, uma antiga fortificação que hoje abriga um parque infantil. A poucos passos daqui, encontrei a Igreja de Alvor, um impressionante edifício branco e amarelo, tal como as igrejas que tinha visto no centro de Portimão.

De Alvor, fui para a Zona Megalítica de Alcalar. Situada no extremo norte de Portimão, esta grande necrópole é composta por 18 túmulos diferentes e foi construída há cerca de 5000 anos! Os túmulos foram descobertos apenas no final do século XIX, mas agora são um dos monumentos nacionais de Portugal.

Após a visita, desci novamente para a costa e parei na Marisqueira Carvi para jantar. As mesas do restaurante estavam cobertas de pratos de marisco com uma aparência deliciosa, como tal não pude deixar de pedir o mesmo. Também pedi à equipa uma recomendação de vinho, uma vez que a lista era longa, e sugeriram-me uma garrafa de vinho tinto da região do Alentejo.

A Algarve Lifestyle tratou da minha estadia em Portimão e reservou-me um quarto no Hotel Bela Vista. Assim que terminei a refeição, fui direto para lá. Fiquei deslumbrado com o hotel e seus arredores. No lado direito, encontrei a piscina, circundada por palmeiras e espreguiçadeiras e logo atrás, estava a praia. O interior do Bela Vista era ainda mais impressionante, com azulejos pintados à mão cobrindo as paredes do saguão, do restaurante e até dos quartos. Subi para o meu quarto e sentei-me na varanda a admirar a vista do mar. Quando chegou a noite, fechei a janela e recolhi-me para descansar.

Mapa do percurso pedestre, da tarde do 1º Dia do tour em Portimão





Mapa do percurso de carro, da tarde do 1º Dia do tour em Portimão





Encontre-nos

Em nosso escritório

Pergunte-nos

Solicitar um pedido

Início do Tour no Algarve | Dia Anterior do Tour no Algarve | Tour no Algarve - 16º Dia