TOUR DE 2 DIAS EM VILA DO BISPO- A JÓIA DO ALGARVE OCIDENTAL

 1º Dia

O nosso Tour no Algarve chega ao 18º dia e, finalmente, chegámos à costa oeste para o nosso Tour de 2 dias em Vila do Bispo. Vila do Bispo é a jóia do Barlavento Algarvio. O seu litoral faz parte do Parque Natural da Costa Vicentina e é delimitado por praias, aldeias remotas e dramáticas falésias esculpidas pelo mar.

Saí do Cascade Wellness & Lifestyle Resort em Lagos, de manhã cedo e dirigi-me para Burgau, uma pequena aldeia no lado leste de Vila do Bispo. Ao aproximar-me da aldeia, fui recebido com uma paisagem pitoresca de casas caiadas de branco e ruas estreitas.

Estacionei o carro perto do centro de Burgau e desci a colina até chegar à praia. Ao longo da orla, vi dois pescadores a remendar as suas redes e a tratar dos seus barcos. A maré estava vazia, por isso pude caminhar ao longo da praia antes da mesma encher, e quase percorri toda a extensão de areia.

Tomei um café num dos bares à beira-mar e segui para o Forte Almádena, um excelente local para admirar a costa de Vila do Bispo.

De seguida, visitei a aldeia de Salema. Semelhante a Burgau, Salema é pontilhada com casas brancas e restaurantes, que oferecem uma variedade de peixe fresco. Foi num desses restaurantes que parei para almoçar.

Foi-me recomendado O Lourenço, um restaurante tradicional de gerência familiar que é famoso pelos seus peixes e frutos do mar. Pedi um prato de robalo grelhado e ainda antes de o prepararem, trouxeram-no à mesa para ver se me agradava. Acenei como sinal de aprovação, e momentos depois, estava a almoçar um delicioso robalo.

Depois do almoço, parei na Praia da Salema, para apreciar a areia macia e as águas cristalinas à minha frente. Se esta praia estivesse situada no Centro do Algarve, estaria repleta de turistas, mas por sorte, Salema continua a ser um dos segredos mais bem guardados do Algarve.

Disseram-me que havia pegadas de dinossauros gravadas nas rochas da praia, como tal fiquei curioso para ver mais de perto. Finalmente consegui vê-las numa rocha amarela e plana, perto da escada de madeira que nos leva até à cidade.

Saí da praia, voltei para o carro e dirigi-me até à Raposeira para visitar o Menir do Padrão, uma das muitas pedras em pé situadas em Vila do Bispo. O menir tem cerca de 2 metros de altura e foi construído entre o 4º e 3º milénio aC.

Daqui segui caminho para outro local megalítico chamado Monte dos Amantes, onde descobri vários menires partidos no chão, alguns dos quais tinham símbolos gravados.

Consegui também fazer uma visita à Igreja de Vila do Bispo antes do jantar. A igreja foi construída no final do século XVI e é uma das únicas atrações do centro de Vila do Bispo. Assim que entrei, fiquei impressionado com o seu interior. Para onde quer que olhasse, havia algo que valia a pena admirar, as paredes laterais cobertas por azulejos azuis e brancos, o teto pintado e o altar dourado na parte de trás da igreja, tudo isto somado à sua beleza.

O restaurante não ficava longe da igreja, então decidi caminhar até lá. A Ribeira do Poço serve refeições caseiras desde 2002. Desde o arroz de tamboril à lula recheada e bacalhau grelhado, existem muitos pratos no menu, a parte mais difícil é escolher apenas um! Um dos pratos mais populares em Vila do Bispo são as cracas, conhecidas como “perceves”, um intrigante marisco que tem um sabor muito melhor do que a sua imagem aparenta, como estava prestes a descobrir. Para terminar, escolhi um doce de figo tradicional acompanhado de um pequeno copo de medronho.

A equipa da Algarve Lifestyle tratou da minha estadia e reservou-me duas noites no Martinhal Resort em Sagres. O hotel está situado à beira da Praia do Martinhal, e como tal, tinha o oceano à minha porta.

Mapa do percurso do 1º Dia do tour em Vila do Bispo





Início do Tour no Algarve | Dia Anterior do Tour no Algarve | Tour no Algarve  - 19º Dia