Tour de 2 dias em Vila do Bispo

2º Dia

Continuamos o nosso Tour em Vila do Bispo – 2º dia, e 19º dia do nosso Tour no Algarve. O pequeno almoço foi servido no restaurante do hotel, O Terraço. Como estava uma manhã ensolarada, decidi sentar-me numa mesa no terraço, e desfrutar da vista do oceano, antes de sair do hotel para estar fora durante o dia.

Comecei a minha visita a Sagres na Fortaleza de Sagres, uma antiga fortaleza rodeada de muralhas brancas que protegiam a cidade dos ataques marítimos. Por momentos pareceu-me que estava preso numa ilha, com nada para além do oceano à vista.

Quando me aproximei de uma das beiras do penhasco, comecei a ver as praias espalhadas ao longo da costa e, mais adiante, a ponta do Cabo de São Vicente, o ponto mais a sudoeste da Europa Continental.

Atrás de mim, encontrava-se um enorme círculo marcado no chão. Inicialmente não sabia o que era, mas depois li o sinal e descobri que era uma bússola de vento usada durante a Era Portuguesa dos Descobrimentos, para ajudar na navegação.

Também visitei a pequena igreja dentro da fortaleza, Igreja de Nossa Senhora da Graça. Ao contrário da Igreja de Vila do Bispo, aqui as paredes estavam completamente vazias e a única coisa que podíamos observar, era o altar no centro da igreja.

Para o almoço, fui até ao Three Little Birds, um café tranquilo que está aberto desde 2016. O café tem o nome de uma música de Bob Marley e serve principalmente hambúrgueres e saladas. Olhando para o menu, todos os hambúrgueres pareciam deliciosos! Acabei por escolher o Hambúrguer Portobello que continha tomate, cebola caramelizada, bacon, queijo e maionese.

Com o estômago cheio, estava preparado para voltar à estrada, em direção ao Cabo de São Vicente. Pouco antes de chegar ao cabo, passei pela Fortaleza de Beliche. Enquanto que o interior da fortaleza está dentro dos limites permitidos para visitas, no exterior ainda consegui andar à sua volta e apreciar a vista, sobre os íngremes penhascos.

Finalmente, cheguei ao Cabo de São Vicente, o marco mais famoso de Sagres. Foi desse ponto exato, que os navegadores portugueses lançaram os seus barcos para o desconhecido, durante o século XV, o que em certo momento chegou a ser considerado o fim do mundo.

Enquanto esperava pelo pôr do sol, entrei no farol onde encontrei um pequeno museu, que explicava a história da navegação marítima de Portugal e do próprio farol. Lá fora, o vento soprava com tanta força que podia sentir os jatos de água do mar. Vi pessoas a reunirem-se num canto, como uma plateia a esperar que o show começasse, e resolvi juntar-me a eles. Momentos depois, o céu ficou laranja e vi um dos pores do sol mais mágicos que já tinha testemunhado no Algarve. Mesmo quando o céu escureceu, as luzes nunca desapareceram completamente, uma vez que o poderoso farol ajudava a iluminar o caminho.

Jantei no hotel, mais uma vez com vista para o oceano, mas desta vez sentei-me no interior, protegido do vento. Depois do jantar, fui para o quarto e comecei a planear a minha viagem de regresso a Faro. Decidi seguir pelo norte do Algarve e depois visitar mais algumas cidades na costa sul, antes de chegar ao aeroporto. Sendo assim a minha próxima paragem será Aljezur.

Mapa do percurso do 2º Dia do tour em Vila do Bispo





Início do Tour no Algarve | Dia Anterior do Tour no Algarve | Tour no Algarve 20º Dia